Rua Gilberto Piolla da Silva


Extensão: 340 metros
Bairro: Bom Sucesso
Lei 1799/2002


Nesta lei, de 2002, foram denominadas 6 ruas dos Loteamentos Vila Dr. Ulisses Guimarães, João de Barro e Dona Irene, todas próximas umas das outras e vizinhas a uma rua que já havia sido denominada em 1992, a Rua Jucely Carlos França, policial militar que exerceu suas funções em Caçador.

Através desta lei, outros 6 policiais militares foram homenageados, criando um conjunto de ruas com relação entre si, recordando da história de diversos personagens da corporação em Caçador. São eles: Carlindo de Paula, Felisberto Custódio de Oliveira, Gilberto Piola da Silva, João Carlim do Prado, José Vilmar Monteiro e Vitor Lezan.

Gilberto Piola da Silva (o sobrenome é escrito com apenas um “l” (Piola), e não com dois, como está na grafia da lei (Piolla)), filho de José Antunes da Silva e de Teresinha Piola da Silva, nasceu em Machadinho – RS, no ano de 1964.

Casado com Nelci Aparecida Paulek Piola da Silva, com quem teve uma filha, Ângela Cristina.

Cabo da Polícia Militar de Santa Catarina, com menções de ótimo comportamento e bastante amigo dos colegas de serviço, no dia 14 de abril de 1997, quando deixava seu turno de serviço e ia para sua residência, foi auxiliar uma senhora que estava caída e, ao tentar prestar auxílio, foi atacado pelas costas por dois elementos, sendo que um deles apropriou-se de sua arma e disparou um tiro, que o levou à morte.

Faleceu aos 32 anos de idade, prestando serviços em Caçador.