Rua Guaraci


Extensão: 170 metros
Bairro: Gioppo
Lei 13/1970


Guaraci é um nome indígena, originado da mitologia tupi e representa a divindade do sol, às vezes compreendido como aquele que dá a vida e criador de todos os seres vivos, tal qual o sol é importante nos processos biológicos. Também conhecido como Coaraci, ou Quaraci.

Diz a lenda que uma infinita escuridão cobria todo o universo. Então, Deus criou o sol, Guaraci, para iluminar todo o universo com a sua luz.

Certa vez, Guaraci ficou cansado e precisou dormir. Enquanto fez isso, a escuridão voltou a se impor no universo.

Então, Deus criou Jaci, a Lua, para iluminar o universo enquanto Guaraci, o Sol, estivesse dormindo.

Num breve instante, enquanto Guaraci acordava e Jaci ia dormir, os dois se viram e se apaixonaram. Mas, infelizmente, não podiam ficar juntos.

Então Deus criou Rudá, o amor, para ser o mensageiro do casal. O amor, Rudá, não conhecia a escuridão, nem o impossível. Dia ou noite, Rudá podia dizer à Lua o quanto o Sol a amava e podia dizer ao Sol que o seu amor era correspondido.

Atendendo a um pedido de amor do Sol, Deus criou as estrelas para que pudessem fazer companhia à Jaci, a Lua, durante a noite.

E assim, segundo os índios brasileiros, nasceu o Céu e todas as coisas que lá existem.

A rua Guaraci foi apropriadamente disposta em uma região da cidade onde já existiam diversas outras ruas com nomes indígenas (Moema, Jandira, Bartira e as renomeadas Jaci, Iara e Iracema)